O que o número de locatários e proprietários diz sobre a economia de um país?

Quando falamos em mercado imobiliário, falamos em dois grandes grupos: de quem comprou o próprio imóvel e de quem mora de aluguel. Mas qual desses grupos é maior? Será que o tamanho deles varia ao longo do tempo? E por quê? Nosso post explica tudo isso!

A quantidade de proprietários de imóveis costuma ser um importante indicador sobre a saúde social e econômica de um país. Quer saber a razão? Nos Estados Unidos, por exemplo, esse dado é considerado quase um atestado de que o sistema socioeconômico está entregando tudo o que uma típica família americana precisa para viver bem. 

Ou seja, um grande volume de proprietários significa duas coisas. Primeiro, que mais pessoas estão obtendo renda suficiente para pagar as contas do mês e ainda juntar dinheiro para planos maiores – o maior deles, claro, o da casa própria. Segundo, costuma dizer que o preço dos imóveis é acessível, que é possível arcar com um financiamento ou hipoteca.

Mas, apesar de todos os esforços das políticas públicas americanas, esse número se mantém no mesmo patamar desde 1970: são cerca de 65% de proprietários e 35% de locatários. Em outras palavras, há mais de cinquenta anos, pelo menos um em cada três americanos mora de aluguel. 

Pessoas andando em Chicago, nos EUA

O tênue equilíbrio entre compra e locação

Mas a proporção nem sempre foi essa. Até a Grande Depressão de 1929, havia mais locatários do que proprietários nos Estados Unidos. Apenas 46,5% das famílias tinham casa própria, ou seja, a maioria morava de aluguel.

Quando estourou a crise, as dificuldades financeiras acertaram os locatários em cheio. Sem poder honrar seus compromissos, muitas famílias foram despejadas. E a balança começou a pender para o outro lado – nos anos seguintes, aumentou a adesão aos financiamentos imobiliários. 

A quantidade de locatários seguiu minguando. Caiu principalmente após a Segunda Guerra. Continuou diminuindo até 1970, quando finalmente estabilizou-se. Bom, e o que isso quer dizer? Em períodos de instabilidade econômica, mais pessoas buscam comprar imóveis. Essa regra se aplica em qualquer lugar do mundo, inclusive no Brasil. Ocorre que nem sempre é possível fazer essa aquisição. Fatores como a alta de preço dos imóveis, a inflação que corrói a renda e taxas de financiamento que não cabem no bolso são os obstáculos mais comuns. 

Quer alugar seu imóvel com a gente?
Conheça as soluções da Yuca para proprietários.

Para Don Layton, pesquisador da Universidade Harvard e autor de um amplo estudo sobre essa equação, o caminho para aumentar a taxa de proprietários passa pelo financiamento federal, destinando uma fatia do orçamento nacional para ajudar famílias a comprarem suas casas. Mas isso não é simples nem rápido de ser feito.

Tudo indica que as coisas permanecerão como estão por muito tempo. Enquanto isso, milhões de americanos e de brasileiros seguirão morando de aluguel, garantindo a continuidade de um dos mais tradicionais e dinâmicos mercados já criados: o de locação. 

Gostou desse conteúdo?
Baixe o relatório completo!

A Yuca uniu-se ao RExperts, portal de conteúdos de real estate, para analisar o mercado imobiliário de locações residenciais com foco em long stay.

Para fazer o download gratuito do nosso report O Mercado de Locações Residenciais em São Paulo, no Brasil e no Mundo, basta inserir seu nome e e-mail a seguir:

    Posts relacionados

    As vantagens do long stay para quem quer investir em imóveis

    No post anterior, explicamos o modelo de short stay, que permite permanência por até três meses. Hoje é a vez de falarmos...

    Leia mais

    Aumento nos estoques residenciais preocupa incorporadoras

    Acúmulo de unidades disponíveis alta nos custos da construção e aumento das altas taxas de inadimplência e endividamento da população preocupam incorporadoras,...

    Leia mais

    SP e NY vivem alta no preço dos alugueis, com mais demanda do que oferta

    Depois de um período de baixa atividade e acomodação de preços, os aluguéis de São Paulo e Nova York dispararam, sinal de...

    Leia mais

    Quer receber conteúdos exclusivos? Assine nossa news! :)

    Yuca Comunidade e Tecnologia Ltda @ 2023 CNPJ: 34.399.713/0001-90