Quebra De Contrato De Aluguel: Multa Ao Sair Antes Do Prazo

A cobrança é feita de maneira proporcional em caso de contratos por prazo determinado.

A Lei do Inquilinato é responsável por regular todos os contratos de locação de imóveis celebrados no Brasil. Em caso de quebra de contrato de aluguel antes do prazo determinado, essa lei prevê o pagamento de multa rescisória. Saiba como essa cobrança é calculada!

Qual o prazo do contrato de aluguel?

Existem dois tipos de contrato para locação de imóveis: o contrato por prazo determinado e o contrato por prazo indeterminado. Saiba o que muda no prazo de cada um deles e como proceder em caso de quebra de contrato de aluguel.

Contrato por prazo determinado

Como o próprio nome já diz, o contrato de aluguel por prazo determinado é aquele que tem uma duração estipulada na minuta contratual. Esse tipo de contrato dá ao inquilino o direito de permanecer no imóvel até a data estipulada no contrato.

O prazo de locação é livre para ser negociado entre locador e locatário, com ou sem intermédio de uma imobiliária. Normalmente, o mercado imobiliário trabalha com o aluguel de 30 meses, já que a Lei do Inquilinato oferece algumas garantias ao proprietário quando há este prazo mínimo. Muitos contratos possuem, porém, uma cláusula que regula a possibilidade de rescisão antecipada a partir de 12 meses, com aviso prévio de 30 dias, e, neste caso, sem cobrança de multa.

A rescisão antecipada do contrato de aluguel por prazo determinado (de no mínimo 30 meses) pode acontecer antes da data se:

  • locador e locatário estiverem de acordo;
  • em caso de descumprimento contratual ou infração legal de qualquer cláusula do contrato;
  • quando o inquilino deixa de pagar o aluguel (link #Pauta 37) ou outros encargos, como cota condominial, no prazo e valor acordados;
  • quando há necessidade de realizar obras urgentes e estruturais no imóvel que impeçam o locatário de permanecer na casa ou apartamento. Caso o inquilino possa permanecer no imóvel durante o reparo, mas se negue a dar consentimento à obra, o contrato também pode ser quebrado;
  • para uso próprio do proprietário ou para familiares que não disponham de imóvel próprio.

Contrato por prazo indeterminado

De acordo com a Lei do Inquilinato, quando termina um contrato por prazo determinado de 30 meses, que costuma ser o padrão, ele se transforma automaticamente em um contrato por prazo indeterminado. Mas isso só acontece se o inquilino permanecer no imóvel por mais de 30 dias sem a oposição do locador.

Ainda que pareça mais prático seguir o seu aluguel com um contrato por prazo indeterminado, esse tipo de documento não oferece tanta segurança jurídica para as partes como o contrato por prazo determinado.

Isso porque no caso de contratos por prazo indeterminado, o locador e o locatário têm a possibilidade de pedir ou entregar o imóvel a qualquer tempo com um aviso prévio de apenas 30 dias. Isso faz com que o formato não seja tão seguro para ambas as partes, já que não há garantia de permanência. 

Por isso, os especialistas em direito imobiliário e direito do consumidor recomendam que os contratos de aluguel sejam renovados quando passarem do prazo de 30 meses. Dessa maneira, você garante seus direitos, conforme a Lei do Inquilinato.

Para solicitar a rescisão antecipada do contrato de aluguel por prazo determinado ou indeterminado, o primeiro passo é realizar a comunicação formal à imobiliária ou ao locador, caso o contrato tenha sido firmado diretamente com o proprietário.

Hoje em dia, muitas imobiliárias já utilizam a tecnologia a seu favor e possuem plataformas digitais para o inquilino pedir a rescisão do contrato de aluguel. Se não for o seu caso, envie a sua solicitação de rescisão contratual por email ou por qualquer outro canal de comunicação que seja oficial da imobiliária ou do locador.

Especifique com objetividade qual a data que você pretende desocupar o imóvel, para que possa ser calculada a multa por rescisão antecipada do contrato de aluguel (se aplicável) e agendada a vistoria de saída.

Calcule a multa por quebra de contrato de aluguel

A Lei do Inquilinato realmente prevê o pagamento de multa por parte do locatário que decidir rescindir o contrato de aluguel antes do final do prazo determinado. Porém, é importante saber que a mesma lei embasa essa cobrança de maneira proporcional.

O intuito é não permitir cobranças de multas abusivas, mas proteger o locador em caso de rescisão contratual antes do previsto. Portanto, se o inquilino for cobrado integralmente por uma multa que deve ter um cálculo proporcional, cabe buscar seus direitos na justiça para contestar o valor.

Justamente para ter seu direito exercido, é importante que você saiba como calcular a multa por rescisão antecipada. Vale reforçar que essa cobrança só é válida em caso de contratos por prazo determinado.

Vamos dar um exemplo prático para você compreender melhor como funciona o cálculo proporcional. Digamos que o seu contrato de aluguel tem duração de 30 meses, o valor do aluguel mensal ficou estipulado em R$1.000,00 e a multa por rescisão é de 3 vezes o valor do aluguel (R$1.000,00 x 3 = R$3.000,00).

Depois de 13 meses, você resolveu devolver o imóvel e se mudar para outro lugar. Ainda faltavam 17 meses para terminar o contrato, certo? Então, a conta a ser feita é:

R$3.000,00 (valor total da multa) dividido por 30 meses (prazo do contrato) = R$100,00 x 17 meses (o tempo que faltava para terminar o contrato) = R$1.700,00. Esse é o valor proporcional da multa pela rescisão do contrato de aluguel antecipada e não os R$3.000,00 previstos inicialmente, entendeu?

Na Yuca, entendemos a importância do aluguel sem burocracias e seguro, para que tanto o locador como o inquilino tenham uma ótima experiência. Conheça mais sobre nosso serviço de moradia e venha morar com as melhores vantagens!

Posts relacionados

Descubra 5 plantas para a fazer uma horta de apartamento adequada

Você adora plantas, mas mora em apartamento e acha que esse é um amor impossível? Nós estamos aqui para te mostrar que...

Leia mais

Planeje a mudança: entenda qual é o real custo de vida em São Paulo

Você sabe qual é o custo de vida em São Paulo? Muita gente tem essa dúvida quando pensa em se mudar para...

Leia mais

Quanto custa morar em um apartamento no Jardins em São Paulo?

Descubra o custo-benefício de morar nesse bairro famoso e analise se ele é a melhor opção para o seu próximo lar!

Leia mais

Quer receber conteúdos exclusivos? Assine nossa news! :)

Yuca Comunidade e Tecnologia Ltda @ 2023 CNPJ: 34.399.713/0001-90