2023, da resiliência à execução

Depois de em um 2022 desafiador, chegamos neste novo ano mais maduros e assertivos na entrega de valor para inquilinos, proprietários e investidores.

2022 não foi um ano fácil para as startups.  Os investimentos diminuíram, layoffs foram necessários e tudo precisou ser repensado. Na Yuca, o tom foi de cautela, mas nem por isso deixamos de focar na inovação. Se o desafio era continuar crescendo com gastos menores e um time mais enxuto, atravessamos esse “inverno das startups” com a confiança de quem entende o mercado imobiliário e, principalmente, o potencial (re)inventivo do negócio. 

Nosso faturamento cresceu 2x a mais que a média do mercado, criamos e lapidamos produtos e concluímos diversas negociações para novos prédios. Tudo isso foi possível porque construímos uma base forte que nos permitiu não só ler os desafios com clareza, mas também nos adaptarmos a eles com perspicácia. E esse é o aprendizado que levamos para 2023. 

“No mercado de startups, 2023 não vai necessariamente ser mais fácil que 2022, mas a Yuca já está bem direcionada. O mote agora, mais do que nunca, é de execução – colocar na rua e escalar as soluções que já sabemos que tem fit com o mercado para atingirmos a meta de triplicar o nosso faturamento.”  – Paulo Bichucher, CEO e cofundador da Yuca

Entre as ações que irão orientar esse plano, estão a expansão de alguns produtos, como o marketplace e o HIS, a ampliação da frente full buildings, como o recém-lançado Onze22. O objetivo é  posicionar a Yuca como uma plataforma que permite qualquer player do mercado se conectar, construir e usufruir da profissionalização da locação – seja ela de apartamentos individuais, colivings, student housing, short stay ou long stay. 

“Com essa entrega de novos edifícios, novos investidores passarão a olhar para a locação como solução de rentabilidade e diversificação. Essa é uma ótima oportunidade para a gente crescer como startup e mostrar para o mercado imobiliário como um todo que somos o melhor parceiro para fazer isso acontecer.”  – Paulo Bichucher, CEO e cofundador da Yuca

Se 2022 foi marcado por mais uma prova de adaptabilidade e resiliência da nossa empresa, 2023 chega para consolidar nosso crescimento sustentável.  Agora, focando menos em novidades e mais na ampliação das soluções que já temos na rua

Em um período de turbulências, a Yuca sobreviveu e cresceu por conta da força da sua cultura. Aliás, esse é um atributo que já está em nosso DNA: nossa vontade de fazer acontecer. 

“Esse é, sem dúvida, um dos grandes benefícios culturais da Yuca e um dos motivos para chegarmos em 2023 com as melhores perspectivas: o esforço que todo o time coloca de continuar crescendo e nos aproximarmos cada vez mais da nossa missão.” – Paulo Bichucher, CEO e cofundador da Yuca

Posts relacionados

Retrofit, compra na planta e incorporação são mais rentáveis do que a locação?

Relatório da RExperts em parceria com a Yuca faz um estudo de caso e compara as quatro modalidades de investimento mais em...

Leia mais

Entenda como funciona o investimento residencial para renda com a Yuca

O mercado de investimento residencial para renda está crescendo no Brasil e consolidando uma nova forma de ganhar dinheiro com imóveis de...

Leia mais

Entre morar e investir: as diferenças entre Vila Nova Conceição e Vila Olímpia

No duelo entre esses dois bairros explicamos por que eles se desenvolveram de maneiras tão distintas e quais os melhores investimentos em...

Leia mais

    Quer receber conteúdos exclusivos? Assine nossa news! :)

    Yuca Comunidade e Tecnologia Ltda @ 2024 CNPJ: 34.399.713/0001-90