Entenda como os retrofits ajudam a vida de quem mora na cidade

A repaginação de um imóvel evita o transtorno da demolição, dá novos significados aos prédios abandonados e ainda colabora para diminuir o déficit habitacional em cidades como São Paulo.

Um dos pilares da sustentabilidade é dar um novo uso ao que já existe. No setor imobiliário, esse movimento recebe o nome de retrofit, uma técnica de revitalização para modernizar construções antigas sem interferir nas suas características originais. Em São Paulo, onde há cerca de 1.700 imóveis vazios ou subutilizados, o retrofit beneficia a vida de quem mora nacidade de diversas formas, e a principal delas é como alternativa à expansão horizontal dos bairros.

Dados oficiais apontam que faltam ao menos 474 mil domicílios para atender à demanda habitacional na cidade, enquanto o centro e áreas estratégicas são muito bem servidas de escolas e hospitais, redes de transporte público, comércio e serviços, prontas para receber novos moradores.  

Ao ‘reciclar’ imóveis antigos em boas regiões, é possível ampliar a oferta de moradias bem localizadas sem incorrer nos custos públicos de novas infra-estruturas, como criação de ruas, redes elétricas e saneamento. Além disso, a revitalização proporciona aos moradores uma vivência mais proveitosa da cidade, aproximando-os de serviços essenciais, como trabalho, escola ou faculdade, evitando grandes deslocamentos e melhorando a qualidade de vida. 

Um centro esvaziado

Imagem gentilmente cedida por Tiago Martinelli, autor de estudo em desenvolvimento no âmbito do MBA USP/ Esalq de Ciência de Dados. O mapa mostra o centro de São Paulo sinalizando em vermelho os lotes com uso residencial e, em cinza, lotes e quadras sem residências.

Veja também:

Retrofit, compra na planta e incorporação são mais rentáveis do que a locação?

As 5 maneiras de investir no mercado residencial

Flexibilidade atrai 3 em cada 10 brasileiros para locação em 2021

Como a tendência do “living as a service” vem ganhando espaço no Brasil?

Novo índice de reajuste promete melhorar as negociações para proprietários e locatários

Qual a diferença entre os preços anunciados e os fixados no contrato de aluguel? 

Saiba quais os bairros mais rentáveis de SP para imóveis de locação

Os planos de retrofit da Yuca


O conceito do retrofit e todos seus benefícios se relacionam diretamente com a missão da Yuca de revolucionar a vida de quem mora na cidade através de moradias de qualidade. Revitalizar bairros esvaziados e criar moradias acessíveis são faces da mesma moeda e dependem também do engajamento da iniciativa privada. Por isso, com o apoio de investidores, lideramos dois projetos para prover 56 apartamentos nos Campos Elíseos, no centro, e em Pinheiros, zona oeste, ainda no primeiro semestre. 

“O retrofit é mais sustentável, o impacto ambiental é bem menor do que se construíssemos um prédio novo. Não é uma mudança radical: preservamos a estrutura, trocamos materiais, muitas vezes as partes hidráulica e elétrica estão comprometidas, e fazemos a impermeabilização. O retrofit tem capacidade para mudar uma cidade– Rafael Steinbruch, co-fundador da Yuca

Outra parte importante dessa iniciativa é manter a memória desses espaços viva. Todos os projetos da Yuca respeitam a essência do bairro e do imóvel, tornando cada apartamento único e com significado histórico. A intenção é integrá-los de volta ao convívio social para dar continuidade a sua história dentro da cidade. 

Retrofit e sustentabilidade 

Iniciativas como essa tornam-se cada vez mais urgentes dado o agravamento da crise climática. Dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) revelam que 38% do total das emissões globais de CO2 relacionadas a consumo energético provêm da construção civil e da operação de edifícios. Somente a produção de cimento é responsável por 5% a 8% das emissões de carbono, e cada tonelada produzida equivale a uma tonelada de carbono liberada na atmosfera. Com o aço, o panorama é semelhante: o material representa 4% do total de emissões e cada tonelada requer 1,8 tonelada de carbono emitida. 

No Brasil, a situação mostra-se ainda mais delicada: segundo dados do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), do Observatório do Clima da ONU, o país registrou aumento de 9,5% nas emissões de CO2 no último ano. No ano passado, o país atingiu o maior nível de emissões de gases de efeito estufa (GEE) dos últimos 14 anos.

Sem repensar a construção civil, o consumo de energia e o uso de combustíveis fósseis, será muito difícil escapar do agravamento da crise climática. Para enfrentar todas essas questões, o retrofit mostra-se um aliado estratégico, combinando o desenvolvimento sustentável a cidades mais acessíveis e democráticas. 

Posts relacionados

Yuca fecha parceria de locação social com Projeto SOMA

A novidade busca promover moradia digna e mobilidade social na cidade de São Paulo.

Leia mais

Alta no cancelamento de compras de unidades faz locação mais atraente para incorporadoras

Dados da Abrainc, a Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias, mostram que o número de pedidos de cancelamento de compra de apartamentos na...

Leia mais

Aumento nos estoques residenciais preocupa incorporadoras

Acúmulo de unidades disponíveis alta nos custos da construção e aumento das altas taxas de inadimplência e endividamento da população preocupam incorporadoras,...

Leia mais

    Quer receber conteúdos exclusivos? Assine nossa news! :)

    Yuca Comunidade e Tecnologia Ltda @ 2024 CNPJ: 34.399.713/0001-90