Coliving: more com conforto e economia nas melhores regiões da cidade

Procurando apartamento para alugar em ótimas regiões, mas sem pagar caro por isso? Conheça o coliving – quartos individuais em apartamentos compartilhados!

Você já ouviu falar no termo coliving? A tendência surge como uma solução de moradia para muitas pessoas que querem aproveitar ao máximo as cidades em que habitam e viver em áreas bem localizadas, além de não perder tanto tempo no trajeto para o trabalho. 

Mais econômico e sustentável, o coliving é uma oportunidade de vivenciar novas experiências e desfrutar de diversos benefícios. Não é à toa que cada vez mais ele tem se tornado a opção de muitas pessoas no mundo todo e no Brasil.

Coliving: o que é?

O conceito de coliving surgiu nos anos 1970, na Dinamarca, mas na época era chamado de cohousing. Nesse projeto inicial, 35 famílias moravam em casas separadas e compartilhavam ambientes em comum, como por exemplo, a cozinha e a sala. 

Além disso, eles também realizavam atividades em conjunto, de tarefas diárias a celebrações, ampliando a ideia de uma comunidade e não apenas indivíduos que circulam nos mesmos locais. 

Ao longo do tempo, o coliving foi ganhando outras caras, mas sua essência continua a mesma, que é a possibilidade de compartilhar um lar e, assim, criar novos laços. Além de ser uma alternativa econômica para morar na região dos seus sonhos, considerando os altos valores dos aluguéis, esse não é o único atrativo do coliving. 

Em tempos modernos, em que geralmente as pessoas estão rodeadas de interações intermediadas pelo digital e sem contato humano, a solidão pesa para muitos. O coliving aparece como uma maneira de diminuir essa sensação ruim.

Por exemplo, ao mudar de país, diversos casais e jovens optam por viver em um coliving como uma maneira de criar amizades nesse novo local. Esse tipo de habitação permite conhecer pessoas do mundo inteiro, aprender sobre diferentes culturas e trocar conhecimentos. 

É importante ressaltar que o coliving não funciona como uma república. Quem está conhecendo esse conceito pode confundir essas duas habitações, mas há grandes diferenças. Ambos são moradias compartilhadas, porém no coliving há o propósito de se desenvolver uma comunidade e não há improviso. 

No coliving, você encontra imóveis mobiliados e com tudo funcionando, além de ambientes pensados para oferecer o máximo de conforto, tanto nas áreas individuais como de convívio comum. Alguns incluem até uma área de coworking e serviços incluídos na mensalidade do aluguel, como contas básicas e outras despesas necessárias, como internet. 

Além disso, as empresas especializadas nesse tipo de moradia buscam por perfis compatíveis de pessoas para compartilharem a mesma casa. Inclusive, um dos diferenciais nessas opções é o atendimento dedicado — muitas vezes automatizado por aplicativo —, garantindo ao inquilino muito mais segurança e confiança para solicitar mudanças. 

Outra diferença é que os coliving profissionais têm um número máximo de moradores, em geral até 5 pessoas, para que todos vivam com conforto.Uma coisa é certa: se antes morar em determinadas regiões parecia algo inatingível, o coliving tornou o sonho possível e ainda valoriza a experiência de cada um. 

Economia colaborativa

O valor dos aluguéis em grandes metrópoles como São Paulo torna por vezes inviável morar em regiões centrais como, por exemplo, próximo à Avenida Paulista. Para muitos habitantes, isso acaba ocasionando longas horas no trânsito até chegar em casa, mais estresse e menos oportunidade de curtir momentos de lazer. 

Entretanto, o coliving permite morar nessas regiões de uma forma que isso seja algo dentro do orçamento de muitas pessoas. Além disso, melhora a qualidade de vida ao reduzir a distância entre a casa e o trabalho e às principais alternativas de entretenimento. 

O coliving também oferece a praticidade de já contar com uma casa toda mobiliada, e você ainda terá um conforto que talvez não seria possível, caso morasse sozinho, como serviços de manutenção e limpeza, piscina no condomínio, acesso à academia ou coworking. 

Você ainda economizará nas contas, pois elas podem ser divididas entre os moradores, como gás, luz, água etc. A Yuca já inclui na mensalidade todas essas contas, junto com IPTU, internet, limpeza básica e manutenção. 

Flexibilidade

Alugar um imóvel envolve uma burocracia enorme, como a necessidade de fiador ou seguro-fiança, e contratos com um tempo longo de duração, enquanto que o coliving simplifica tudo isso. O processo de locação é mais fácil e você não tem o compromisso de ter que morar 30 meses no mesmo local, por exemplo. 

Essa é uma excelente solução para nômades digitais que, inclusive, encontram empresas de coliving com unidades em diversos lugares do mundo. Assim, você irá achar um coliving onde precisar, basta somente solicitar a transferência de moradias.

Por serem casas já mobiliadas, o coliving dispensa o trabalho da mudança e o gasto com reformas. Você descobrirá uma forma de morar muito mais flexível, que se adequa ao seu ritmo de vida. 

O contrato da Yuca oferece um tempo mínimo de aluguel de 3 meses, mas dentro desse período você pode se mudar para qualquer outro apartamento coliving gerenciado pela empresa. 

Divisão de tarefas

Limpar a casa sozinho e ser responsável por todas as tarefas é algo que toma tempo e também é cansativo. Mas, ao morar em um coliving, essas atividades são divididas, e é possível estabelecer um cronograma que facilitará a vida de todos os moradores. 

Além disso, há tarefas que acabam se tornando muito mais prazerosas quando compartilhadas, como fazer um jantar, aprender novas receitas e desenvolver pratos em conjunto. Muito mais divertido do que ficar na cozinha sem ninguém, não acha?

Experiências únicas

Vivenciar novas experiências, conhecer pessoas que você nunca teria contato em outra situação, formar amizades que serão levadas para a vida inteira, relembrar da importância de ter senso de comunidade: o coliving proporciona tudo isso. 

Você não só irá morar em lugares incríveis, como viverá algo único que nenhum outro tipo de moradia possibilita. Não é somente sobre economizar, é sobre, em um mundo onde se vive rodeado por telas, construir novos laços afetivos com o outro, diminuir os males causados pela solidão e melhorar a sua qualidade de vida. 

O que  você achou do conceito coliving? Torne-se parte da comunidade Yuca, encontre um lar no lugar que você sempre desejou e se prepare para vivenciar a cidade de formas diferentes.

Posts relacionados

Quais são as ruas mais luxuosas para morar em São Paulo?

Confira os endereços mais premiums da capital e entenda por que essas regiões são as mais valorizadas para moradia.

Leia mais

Guia do transporte de São Paulo: não se perca mais nessa cidade

Quem mora em São Paulo sabe que é muito bom viver na cidade. Tem tanta opção de culinária, lazer, festas, esportes e...

Leia mais

Conheça todos os benefícios que morar em Vila Madalena proporciona

Se você está pensando em morar em São Paulo ou se mudar para outro bairro, é quase certo que já ouviu alguém...

Leia mais

    Quer receber conteúdos exclusivos? Assine nossa news! :)

    Yuca Comunidade e Tecnologia Ltda @ 2024 CNPJ: 34.399.713/0001-90