Como investir em imóveis residenciais

4 minutos para ler

Toda família tem aquele parente que defende investimento em imóveis, diz aí? Eles dizem que imóveis são seguros, são reais, valorizam ao longo do tempo… e eles estão certos! Quem investe em uma área enquanto ainda é “tudo mato” tende a ter retornos maiores no longo prazo. Mesmo que o mato seja de concreto. Imagina quem investiu na selva de pedra, também conhecida como São Paulo, há 20 anos. Você acha que esta pessoa está feliz ou triste hoje? Imagina investir hoje com um horizonte de investimento pra daqui 20 anos!

E investimento em imóveis precisa ter este horizonte de longo prazo, por mais que gere rendimentos mensais com aluguéis. É juntar o útil ao agradável: segurança e estabilidade do longo prazo com renda extra mensal no curto prazo.

Mas para investir em imóveis, é preciso avaliar algumas características importantes:

Localização

É importante avaliar o que existe na região dos imóveis para entender a facilidade em alugá-lo. Acesso a transporte público, mercados, shoppings, bares, restaurantes, escolas, faculdades, escritórios entre vários outros interferem no tipo de pessoa que pode se interessar em morar no seu imóvel.

Qualidade do imóvel

Imóveis bem localizados e bem cuidados são mais fáceis de alugar. Itens como armário embutido, linha branca, chuveiro a gás e mobília facilitam a mudança do inquilino. Isso contribui para que, caso o imóvel fique vago, você consiga encontrar outra pessoa para morar em um curto espaço de tempo.

Recorrência do aluguel

É importante projetar qual o tempo que se é esperado manter o imóvel alugado, ou seja, gerando renda mensal pro proprietário. As pessoas costumam fazer contratos de 30 meses, com multa proporcional após os primeiros 12 meses. Esta é uma forma que os proprietários têm para aumentar a recorrência do aluguel

Taxa de vacância

Este indicador está diretamente ligado ao anterior: você só vai ter renda recorrente se o imóvel estiver ocupado. Esta é uma das maiores preocupações dos donos de imóveis é que ele fique vago por muito tempo. Com isso, vêm as despesas de IPTU e condomínio que seriam pagos pelo inquilino caso o apê estivesse ocupado.

Dividend yield 

Este é o rendimento líquido de aluguel relativo ao custo total do imóvel e costuma ser representado em porcentagem, assim como o rendimento de um investimento em renda fixa. Este é um conceito presente em produtos de investimento imobiliário que você pode trazer para avaliar se vale a pena comprar um imóvel e colocá-lo para alugar.

Para trazer ainda mais segurança para você investir em imóveis é possível contar com um especialista no setor. Nós aqui na Yuca acompanhamos o mercado residencial de São Paulo e sabemos, no detalhe, os melhores bairros, os tipos de imóveis – como o que precisa ter em um studio, em um apê de um quarto ou mais – o que os moradores buscam nos imóveis ou na região… Além disso, para o inquilino, os imóveis da Yuca possuem várias facilidades: boa localização, acesso fácil a transporte público, imóveis reformados e mobiliados. Tudo isso faz com que a nossa ocupação seja alta, acima de 80% há muito tempo.

Então é mais seguro investir nos imóveis da Yuca do que tentar encontrar algo por conta. Além de todos estes benefícios, existe a diversificação de não colocar um valor muito alto em um único imóvel. Você pode investir com cotas a partir de R$10 mil em até 3 imóveis na Bela Vista, Moema e Brooklin. Acesse aqui o nosso crowdfunding e invista agora!

Posts relacionados

Deixe um comentário